sexta-feira, 29 de junho de 2012

EVT, Atividades de Sala de Aula XX

Olha o Santo António!...


No final do terceiro período, para concluirmos as nossas atividades em tom de festa e cor, decidimos com a turma de 6ºD, comemorar os Santos Populares.
Esta comemoração incidiu com maior ênfase no dia de Santo António tendo os alunos elaborado as faixas com bandeiras coloridas, em papel de seda e a imagem do Santo António em cima de um andor, sendo este decorado com recortes em papel de seda.
Posteriormente os professores, alunos e assistentes operacionais tiveram a oportunidade de elaborar quadras ao Santo António a colocar junto da sua imagem.
Destaca-se a participação dos alunos da sala 3,  do Jardim de Infância Prof. António José Ganhão, na elaboração de vasos com manjericos e quadras.





                                   Fotos: J. Lima


Eis, de seguida, algumas quadras ao Santo António:


Santo António ouve bem
Aquilo que eu vou dizer

Eu cá moro em Samora
E ainda estou a crescer

Mas se tiveres um tempinho
Não me deixes para o fim
Arranja-me um amorzinho
Que goste muito de mim.

Santo António, Santo António
Ó meu Santo casamenteiro
Arranja uma moça bonita
Para um rapaz solteiro.

Ó meu rico Santo António
Ao colo tens o Menino
Põe-me a mim no outro braço
Que ainda sou pequenino.

Santo António, Santo António
Que tens tu de especial?
Só sei que na tua festa
Há alegria no arraial

Meu rico Santo António
Santinho do meu coração
Dá-me riqueza e saúde
Muita Paz e muito pão

Ó Santo António de Lisboa
Tens fama de casamenteiro
Se o casamento fosse coisa boa
Não tinhas ficado solteiro

É noite de Santo António
Estalam foguetes no ar;
Põe o manjerico à janela
E vem para a rua dançar

Entra na marcha e vem cantar,
No Santo António sê folgazão.
Lisboa vem para a rua dançar,
E comer sardinhas com pão.

Santo António de Lisboa
Ó meu santo padroeiro
Dá-nos saúde da boa
E também algum dinheiro.
                                                                       Profª. Mª Alcides Luís

Santo António é fulião...
Ainda hoje é o seu dia
E já só pensa
No São João!...

Nestas festas populares
Vai uma grande reinação:
Olhai aqui p´ra nós
António, Pedro e João!...
                                                                       Profª. Leonor Dias

quarta-feira, 13 de junho de 2012

EVT. Atividades de Sala de Aula - XIX

Projeto U4Energie
O portal U4energy, desafio europeu às escolas em matéria de eficiência energética, lançou oficialmente três concursos, com o objectivo de reforçar a eficiência energética nas escolas.
Desta forma, nasceu o entusiasmo de poder participar, com um grupo de alunos do ensino básico, na categoria C do concurso, relacionada esta com a criação e dinamização de uma campanha escolar sobre a eficiência energética.
Esta campanha pretende assim estar voltada para a comunidade escolar, e, posteriormente, para a comunidade envolvente à escola convidando, em primeira mão, professores, alunos, e assistentes operacionais a reflectirem sobre os hábitos de consumo diários, tomando medidas para optimizar os recursos energéticos.
Os alunos participantes, uma turma de sexto ano, tomaram assim a iniciativa, para o reforço de uma melhor eficiência energética, de criar um vídeo para uma primeira sensibilização da comunidade escolar.

Título específico adotado para a campanha: Eficiência Energética: Protege… Adapta-te!

Imagem representativa da campanha: Camaleão (J.Lima)
Produto a realizar: Vídeo de sensibilização


Educar para a mudança (Sinopsis do filme)

O camaleão transmuta, muda, ajusta, renova-se em cada novo cenário, adapta-se para sobreviver. Não consente a estagnação, não admite a paralisação, a pose estanque, o registo aprisionado. Consegue olhar sempre em duas direcções. Atento observa, reflecte e age agarrando a sua presa com habilidade e evitando ser apanhado.
Perante a atitude do camaleão, todos nós devemos procurar a mudança para um mundo melhor,procurando diminuir, a cada dia, a pegada ambiental, o impacto que causamos no mundo que é a nossa casa. Devemos assim educarmo-nos, tanto a nós próprios assim como às comunidades que integramos, para a capacidade em diagnosticar os danos ambientais causados pelos nossos exageros e assim agirmos de forma controlada, consciente e benéfica para bem do nosso planeta. Se assim o fizermos escaparemos do abismo que cada vez mais nos separa do ambiente. Todos fazemos parte da Terra e todos temos que ocupar o lugar que de direito nos pertence como seus defensores. Vamos, juntos contribuir para a mudança: Protege… Adapta-te! 


Para a realização do vídeo foram tidos em conta dois critérios essenciais:

  • Simplicidade : Utilização de códigos visuais simples no sentido de possibilitar aos alunos uma rápida apreensão das ideias a transmitir apelando à imaginação e criatividade;
  • Alertar para a mudança: demonstrar, através de exemplos práticos e do quotidiano, que a mudança pode advir de uma alteração de comportamentos simples com os quais nos confrontamos quotidianamente enriquecendo a nossa experiencia para a educação ambiental.
A imaginação vista como a união da nossa experiencia passada, das nossas percepções presentes e a inspiração que permite a construção de imagens e experiencias criativas a partir da rotina diária, debruça-se sobre o que é monótono e rotineiro e redesenha o mundo. Ultrapassa obstáculos e barreiras e empenha-se em resolver os problemas. Mas não podemos viver apenas no mundo dos sonhos. Há um mundo lá fora à espera de ser mudado.

A experiencia para a educação ambiental poderá ser aberta a partir de muitas janelas diferentes. Todos nós apreendemos o mundo de formas diferentes, precisamos no entanto de encontrar oportunidades de poder exprimir os nossos sentimentos da maneira que melhor se adapte ao talento de cada um. A expressão visual pode estar mais perto de muitos do que a música ou a poesia. Pondo à disposição várias formas de expressão, abrimos janelas que possibilitam a um número cada vez maior de crianças e jovens o desenvolvimento da sua consciência ambiental.


Vídeo elaborado a partir dos desenhos dos alunos do 6ºA

EVT Atividades de Sala de Aula - XVIII


Árvore Tetra Pak


Este trabalho, realizado com uma turma de sexto ano, refere-se à construção de uma árvore, actividade integrada no passatempo “Sim, vamos criar uma árvore!”, da responsabilidade da Tetra Pak Portugal SA.
O principal objectivo da actividade desenvolvida consistiu em construir uma árvore original com embalagens da Tetra Pak, onde se incluíram algumas embalagens com o selo FSC (sigla do Forest Stewardship Council®), sobre o tema “A proteção da Floresta”, conforme o devidamente regulamentado no passatempo.
Depois de termos tido contacto com o passatempo, e, como docentes da disciplina de Educação Visual e Tecnológica, constatámos a grande pertinência do deste não só pelas sua potencialidades plásticas, propiciadoras do desenvolvimento de competências no âmbito da expressão plástica dos nossos alunos, mas também pela possibilidade de reflexão e sensibilização dos mesmos para a importância da reciclagem enquanto comportamento fundamental para a defesa das florestas.
Tendo a plena consciência de que todos os dias somos confrontados com sinais de um mundo superpovoado que parece dirigir-se para o colapso ecológico consideramos ser esta uma iniciativa de grande pertinência, um contributo para mais um passo na consciencialização das crianças e jovens para os assuntos do ambiente e para a sua preservação.
Foram utilizados para a construção da estrutura da árvore, quatro canas, e fio de sisal.
Para a base da árvore foram utilizadas 64 embalagens de leite de 1 litro.
Para o corpo da árvore foram utilizadas 40 embalagens de leite de 1litro, 13 embalagens de sumo de 330 ml e 16 embalagens de leite achocolatado e sumos, de . 200ml, e as duas embalagens enviadas por correio, certificadas com o símbolo “FSC”.
Para a elaboração das flores e folhas foram utilizados cerca de 50 embalagens de leite, de 1 litro.
Para os ramos mais finos foram utilizados cerca de 20 embalagens de leite, de 1 litro.
Para a elaboração dos animais (mochos e morcego) foram utilizados 2 embalagens de 1 litro, 8 embalagens de 250ml e 2 embalagens de 330ml (Alpro Soja) estando estas ( no caso dos mochos mais pequenos) também certificadas com o símbolo “FSC”.
Contabilizaram-se assim cerca de 215 embalagens no total.
Para a aplicação e agregação das embalagens utilizou-se maioritariamente a cola quente aplicada a pistola e fita adesiva, larga, transparente.

Para a pintura do conjunto utilizaram-se tintas em spray de cor verde, vermelha, azul, castanha, preta, branca e dourada.

Seguem algumas fotos da execução da árvore e do produto final.